A proposta pedagógica da Trilha da Criança parte do princípio de que a escola não é o espaço de educação apenas das crianças, mas também da família, dos professores e de todos os colaboradores. A parceria família-escola é essencial para efetivar o nosso projeto educacional, e por isso várias ações são realizadas com o objetivo de promover a integração de toda a comunidade educativa. Dentre elas, o projeto PAIS NA TRILHA.

No dia a dia, a função de educar um filho é bastante solitária. O projeto Pais na Trilha propõe momentos de discussão sobre temas relevantes sobre a educação infantil, criando um ambiente acolhedor de debate e de troca de experiências.

Muitas vezes, ouvindo a experiência do outro, diminuímos a ansiedade ou, até mesmo, nos inspiramos em alguma atitude para tornar nosso dia a dia mais tranquilo.

Várias são as questões que afligem os pais em relação à criação de seus filhos. Conviver de forma saudável com os filhos e ser criterioso sobre a escolha da escola, especialmente na primeira infância (zero a seis anos), é fundamental para a formação das crianças, uma vez que é justamente nessa etapa que ela vai desenvolver suas principais competências e habilidades relacionais e cognitivas. Pais que interagem e são presentes no dia a dia ajudam seus filhos a desenvolverem características emocionais importantíssimas para sua vida, como confiança e curiosidade.  Nesse contexto, a parceria entre família e escola é fundamental.

A melhor forma de criar os filhos é uma questão que nunca terá receita ou uma única resposta correta, porém existem caminhos que podem ser seguidos para tornar mais afetiva e efetiva a relação entre pais e filhos. Um deles seria perguntar a si mesmo se você é um exemplo para o seu filho. Suas ações vêm ao encontro do que você diz no dia a dia? De nada adianta impor regras e conceitos que você, como pai e modelo, não consegue cumprir. Este tipo de atitude, provavelmente, irá gerar muitos conflitos.

Dizer “não”, tendo de lidar com a frustração do filho, também é outra questão que muitas famílias têm dificuldade de conciliar. Nos tempos atuais, em que, geralmente, o pai e a mãe trabalham o dia todo, é comum os pais oferecerem presentes ou fazer todas as vontades do filho como forma de demonstrar o amor. Porém, este entendimento está equivocado.

Nesse contexto, a escola também tem papel fundamental na formação das famílias e de seus colaboradores.

Confira alguns temas já abordados:

  • “Comunicação Interpessoal: É conversando que a gente se entende”. Os valores e comportamentos que ajudam a garantir uma comunicação mais eficaz nas relações pessoais – no trabalho, na família e na esfera social. Palestrante: Leila Ferreira
  • “Descomplicando a educação sexual: Escola e Família”. Palestrante: Júlio Machado
  • “Construindo a autoestima de nossos filhos”. Palestrante: Júlio Machado
  • “Educar com valores: um desafio para a família e para a escola”. Palestrante: Fernanda Sobreira
  • “O Desenvolvimento psicólogo: do nascimento à adolescência”. Palestrante: Vanessa Torres de Oliveira
  • “Família, amo vocês”. Palestrante: Jean Sidcley
  • “A formação da identidade e os limites”. Palestrante: Psicólogo Rodrigo T. Christófaro
  • “O Cérebro vai à escola: conversando com os pais”. Palestrante: Leonor Bezerra Guerra
  • “Ética e limite”. Palestrante: Roberto Patrus
  • “Casal, que bicho é esse?”. Palestrante: Carlos Arturo Molina
  • “O encantamento na relação pais e filhos. Brincar – uma forma de educar”. Palestrante: Maria Teresa Vilela
  • “Ortodontia Infantil”. Palestrante: Dra. Flávia Uchoa Costa Bartolomeo.
  • “Pais & Filhos: decifrando os códigos de uma relação”. Palestrante: Madresilva Magalhães
  • “Educar hoje – quando pensamos que já sabemos todas as respostas o mundo vem e nos faz novas perguntas”. Palestrante: Fernanda Sobreira